sexta-feira, 15 de maio de 2015

VEREADOR CARLOS MESQUITA NEGA INFIDELIDADE

Vereador Carlos Mesquita nega infidelidade


O vereador Carlos Mesquita compareceu nesta sexta-feira (15) a uma audiência de instrução da Comissão de Ética do PMDB, na sede do partido. O vereador é acusado de ter apoiado na ultima campanha para o governo do Estado, o candidato do PT, Camilo Santana, em detrimento ao candidato do partido Eunício Oliveira. A audiência teve como foco o processo de expulsão do vereador.

Carlos Mesquita, em seu depoimento, disse que tudo que fez como partidário, foi sempre em comum acordo com Eunício Oliveira. 

“Dentre os filiados não existe ninguém mais fiel e tenha trabalhado mais pelo partido do que eu”, disse. Ele negou que tenha votado no candidato adversário. “O voto é secreto, como podem afirmar que não votei em Eunício. Afinal filmaram meu voto”, questionou.

Segundo o presidente do Conselho de Ética do PMDB, Fernando Férrer, o vereador passou por uma oitiva com duração de 1h30, mas não apresentou testemunhas. “Ele solicitou cinco dias para apresentar demais provas, o que foi aceito pelo colegiado”, afirmou. Ele observa que a comissão ouviu duas testemunhas de acusação.

“Vamos esperar cinco dias para que sejam apresentadas as provas e depois mais dez dias para as demais provas. No dia 29 de junho será o último prazo para as alegativas finais. Já no dia 30 deveremos preparar o relatório que será enviado ao Conselho de Ética, que vai analisar o processo. A definição se o filiado será apenado ou não será da Executiva Estadual, que também definirá qual pena será adotada,”, disse Férrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário